quinta-feira, 30 de outubro de 2014

DICAS PARA O PROCESSO SELETIVO DA EMIRATES

Bom, de tanto que as pessoas encherem meu saco me pedirem para eu dar dicas sobre o processo seletivo da Emirates, eu resolvi me livrar deste karma e compartilhar tudo o que eu sei sobre o processo seletivo. Lembrando para os coleguinhas que eu não sei nenhuma fórmula mágica, não trabalho pra nenhum setor da empresa que seja responsável por recrutamento, tampouco pra empresa responsável pelo recrutamento no Brasil e não sei nada além do que será colocado aqui. Espero poder ajudar àqueles que ainda precisam de uma luz, mas, lembrem-se: depende muito mais de você do que dos conselhos que eu ou qualquer outra pessoa possamos te dar!


QUE ROUPA USAR?
Muita gente me pergunta como ir ao processo seletivo. Simples: olhe uma foto de um comissário ou comissária da empresa e vá o mais parecido possível daquilo! Observem a imagem abaixo?

(Fonte: banco de imagens do Google)

HOMENS
Barba feita, cabelo curto e penteado, unhas limpas, terno e gravata. Sapato social de cores escuras ou cores que combinem com seu terno - NUNCA, JAMAIS sapatenis! Nem preciso mencionar coisas como sapato polido ou dentes escovados, né? Se precisava, já estão mencionadas. Meninos, por deus, nada de relógio dos Power Rangers que te avisa a hora de morfar - prefira algo discreto, com cores neutras. Nada de piercing ou tatuagens aparentes. Se precisar usar alguma maquiagem bem discretamente pra alguma parte do rosto, ok... mas não exagere!

MULHERES
Cabelo: coque no cabelo - tem que ser coque? Você está vendo alguma delas de cabelo solto? Não, pois é... minha dica é ir de coque, pra que eles já te vejam do jeito que você vai trabalhar. Normalmente as meninas aqui usam uma coisa que se chama donut (ou rosquinha) pra deixar o coque bem bonito e todo certinho. Passe gel pra que todos aqueles cabelos perdidos fiquem certinhos e, se tiver, use uma redinha no coque pra que os cabelos não fiquem soltos por lá também.

Batom: vermelho - que tom de vermelho? Pegue uma imagem do chapéu da Emirates... é esse vermelho. Tem que ser vermelho? Não necessariamente, mas, novamente, você tá vendo alguma comissária com outra cor de batom? Claro, valem as exceções no caso de vermelho ser uma cor que definitivamente não combina com você. Você saberá que cor combina. Eu espero!

Maquiagem: discreta, com cores delicadas. Deixe o azulão ou o super esfumaçado com duzentas cores mais um brilho pra festa. Na empresa as moças podem usar cores nude, cinza, marrom ou sombreado. Delineador ou rímel, ou os dois - mas nada de querer fazer a Jade! É coisa simples, delicada. E cuidado com o blush: na dúvida, use menos! Nada de ficar parecida com alguém que tomou uma chinelada de cada cara do rosto.

Unhas: com francesinha, apenas base ou vermelho.As comissárias só podem usar um anel em um dedo de uma mão. Dois se for casada - um de noivado e um de casamento, mas no mesmo dedo.

Brincos: apenas um em cada orelha. Preferencialmente uma pérola ou um ponto de luz. Coisas discretas. Nada de penduricalhos na orelha. Na dúvida, use a pérola.

Relógio: discreto. Isso vale pra homens e mulheres.  Por discreto eu diria um relógio que não tenha mais brilho do que você, senão ele é quem vai chamar mais atenção.

Sapato: salto alto. Não é sapato de travesti! Imagina que é algo de até uns 3 ou 4 dedos... mas, claro, quem sabe usar um sapato de salto conhece seus limites e até onde anda com elegância e onde começa a andar como o cavalo manco.

Roupa: na dúvida, olhe pra foto mais uma vez e veja o que elas estão usando. Claro que pode ir de calça social e terninho. Claro que pode ir só de calça e com uma camisa elegante. Mas, as comissárias da Emirates em geral usam saia, então, caso seja essa a ideia que você queira passar, prefirá-as. Que cor? A que você mais gostar. Eu sugiro cores pasteis e, se ficar bom com seu tom de pele, cores claras.


O QUE ELES PROCURAM?
Já te digo o que eles não procuram: gente chata! Chata em todos os sentido. Gente desinteressante, gente muito séria, gente que vê somente o lado ruim de tudo, gente dramática e gente extremamente racional. Mas, isso não é só o que eles procuram, é basicamente o que qualquer empresa procura.

Bom senso. Essa é a palavra de ordem pra se dar bem nessa e em qualquer outra empresa. Vamos falar dessa especificamente. O perfil do candidato para esta vaga é: pessoas jovens, de vários países e culturas, bonitos (ou que sejam bem apresentáveis), que consigam oferecer o melhor serviço de bordo do mundo e ser extremamente agradáveis com as pessoas e que falem inglês fluentemente.

Quanto a ser jovem, eu conheço gente de 35 anos que entrou na empresa. Voei com um esses dias. Mas, sinto informar que existe uma "deadline" para ingressar no mercado da aviação como comissário  e ela vai de acordo com sua aparência, não sua idade especificamente. Você tem 35 anos e está bem cuidada, com o corpo e a saúde em dia? Entra. Se está todo desleixado (a) e é até mais novo, não entra. Esta é SIM uma profissão onde vão te avaliar pela aparência - principalmente por ela - afinal, não estão te pedindo diploma de ensino superior para este trabalho. Então, não se sinta mal, apenas aceite que esta pode ser uma chance que já passou... nessa empresa. Há outras, nos Estados Unidos, por exemplo, onde eles contratam o que nós chamaríamos no Brasil de idosos. Varia, como eu disse, de vários fatores.

Eles buscam gente aberta a experiências e intercâmbio cultural. Oras, eu tenho cá sim meu pé atrás com gente de vários países, mas, no trabalho eu tenho que lidar com todos. Demonstre, no processo seletivo, que você gosta disso. As pessoas fazem amigos pelos pontos em comum, mas o que faz de você um bom profissional é saber lidar com as diferenças. Em um voo as vezes tem gente de 15 países que fala diferentes línguas e teve diferentes experiencias de vida. Mostre que você sabe lidar com esse fato e tira proveito e aprendizado disso. Como? Quando te perguntarem, toque no assunto... ou, simplesmente, seja agradável!


COMO ME COMPORTAR?
Preste atenção também à sua postura física, caro coleguinha: o corpo fala e sua leitura é bem clara. Evite ficar de pernas e braços cruzados enquanto fala com as pessoas, pois isso pode demonstrar desconforto. Cruzar os braços enquanto alguém fala demonstra rejeição ao ponto de vista do outro e desinteresse. Ficar apertando uma mão contra a outra demonstra ansiedade e desconforto em uma situação. Quando se sentar em uma roda, seus pés apontarão para onde estiver sua atenção: se eles apontam para a porta significa que você quer ir embora (exceto se você já estiver sentado de frente para a porta). O corpo inclinado pra trás pode demonstrar que você está à vontade, mas, se junto a isso os pés ou os braços estiverem cruzados, novamente, significa rejeição às ideias discutidas. O tronco ereto ou suavemente inclinado pra frente indica o desejo de prestar atenção ao que o outro está falando.

Claro que, as vezes cruzamos as pernas apenas para descansar de uma determinada posição ou no caso das meninas, pra não mostrar a roupa intima. Nesses casos, o nosso corpo se comporta de outra forma, dando outros sinais de que essa é só uma posição de conforto, então, não se moleste nem tente agir como um robô. Apenas se policie quanto a algumas posturas realmente negativas. As mão devem ficar preferencialmente relaxadas junto ao corpo ou pousadas sobre as coxas enquanto estivermos sentados. Enquanto falamos, devemos evitar excesso de gesticulação e é interessante manter os dedos das mãos juntos sempre que possível, além das mãos na altura do umbigo ou na lateral do corpo enquanto estivermos de pé.



Eles ainda podem fazer mais perguntas sobre diversos assuntos, pra saber se você se enquadra nos padrões que eles procuram. Então, relax and take it easy! Mostre que você é o que eles procuram, sorria como se não houvesse amanhã e controle-se pra não mostrar sinais de cansaço ou desgaste. O processo seletivo pode demorar muitas horas, então, se perguntarem se você está cansado a resposta é NÃO! Lembre-se que a Emirates tem voos de mais de 15 horas, e o comissário tem que ter pilha pra durar por todo esse tempo. Dale tomar uns energéticos aí pra ficar ligado que nem aquele coelhinho da duracell. Leve snacks pra comer durante a espera e, quando necessário, vá no banheiro dar um tapinha no visual.


Mantenha uma postura ereta e faça seus movimentos de forma educada e graciosa. Sabe quando parece que alguns movimentos estão em slow motion? É bem por aí. Não é pra se mover como um mentecapto, mas, por favor, use o bom senso e haja como um lord/ lady. Parece bobagem eu te falar isso só que ainda há gente que se esquece que está procurando emprego numa empresa que ostenta títulos por seu atendimento first class, mesmo quando os passageiros viajam em econômica. Então, fica a dica: movimentos leves; tente manter os dedos juntos; sente-se graciosamente e não fique de fofoca com outras pessoas enquanto algum dos entrevistadores estiverem falando - eu acho que jogaria meu sapato na cabeça de quem estivesse falando durante as minhas instruções, ou melhor, mandaria pra casa pra parar de ser bocó.

Outra coisa que é de se considerar é o grupo de pessoas com a qual você está interagindo. Achei engraçado que quase todo mundo que estava na minha "panelinha" durante o processo seletivo entrou na empresa. Mas, sabe o que acontece, a gente tende a se juntar com pessoas com a mesma energia que a nossa - aí, não to falando de conexões espirituais, mas sim de comportamento - portanto, antes, depois e durante, evite ficar próximo a pessoas que reclamam muito ou que tem uma atitude negativa. Elas vão acabar te influenciando sem você nem perceber. Saia a francesa, vá ao banheiro... faça novos amigos!


O QUE RESPONDER?
Responda, de preferência, apenas o que te perguntarem. Somente pergunte o que você acha que o google não pode te responder. Muitas pessoas querem se mostrar proativas e acabam bancando os chatos. Eles darão espaço pra perguntas e aí você deve colocar alguma questão que você tenha - se ainda tiver alguma. Essa cosia de "ai, vou perguntar só pra mostrar interesse" é coisa de aula da faculdade. Aqui eles querem que tudo aconteça o mais rápido e fluidamente possível. Ou seja, se feche!

Passando pra um ponto mais prático, eu gostaria de te ensinar um pensamento que norteia a atividade financeira de qualquer empresa: "nada substitui o lucro". Isso eu aprendi na TAM - é um dos 10 mandamento do falecido Comandante Rolim. Ou seja, quando alguém te perguntar sobre quem você favoreceria em uma situação onde alguém tem de ser prejudicado, a sua resposta vai sempre pra aquele que não vai dar lucro pra empresa onde você trabalha. Qualquer coisa que não dê lucro e não está mantendo a empresa, automaticamente, dá prejuízo. Porque te falei isso? Porque há dinâmicas durante o processo seletivo em que eles querem saber quem está com a razão em determinadas situações, ou pra quais dos 10 passageiros você da o lugar no avião se só tiverem 3 assentos disponíveis. A resposta é: o lucro! Escolha os 3 que dão mais lucro pra empresa - os passageiros que sempre voltam.

Já se prepare pra responder perguntas como:
Está preparado pra sair de casa e do seu país?
Porque você quer trabalhar nessa empresa?
Como é pra você morar em Dubai?
Me fale de alguma coisa especial que tenha feito no seu ultimo emprego?
Me conte sobre um defeito e uma qualidade suas?
O que você sabe sobre a empresa?

Respostas tem que ser sempre positivas. Fuja do clichê! "Ai, meu defeito é ser perfeccionista!". Meu cú! Seu defeito é soltar pum no elevador que eu sei. Responda uma coisa que não te comprometa, mas, que seja real. "Veja bem, eu não gosto muito de me exercitar, mas acho que vou acabar fazendo algum exercício físico trabalhando no avião, não é?" ou "Bem, eu não sou um mega fã de acordar cedo, mas meu despertador funciona bem e depois de um café, eu tô pronto pra vida". Viu como não é tão difícil falar a verdade sem parecer um robô e ainda ser "engraçadinho"? Aliás, eu diria que este é um fator fundamental: ser animado/ divertido. Não é pra ser um palhaço, mas, todos gostam de estar próximos (e ser atendidos) por alguém que traga luz e leveza ao ambiente. Ria e faça alguém rir também. O mundo já tem muitos idiotas sérios. Não seja mais um! Eu sempre tenho voos melhores quando a tripulação é divertida; e é basicamente isso que a empresa busca: pessoas com sorrisos genuínos que saibam compartilhar alegria e criar bons e memoráveis momentos.

Se tiver que dar respostas, elas devem ser sempre dinâmicas e educadas. Nada de respostas muito duras como "sim" e "não". Se você ainda não percebeu, isso soa como arrogância e desinteresse ao que se está conversando. E, pelo amor de Alá, outro dia uma menina veio conversar comigo pelo skype pra perguntar o que ela devia responder no processo seletivo. Ela não me deixou terminar uma frase na nossa conversa de 4 minutos (que durou só isso porque eu fiquei sem paciência); então, deixe todos participarem das discussões e atenção a sua postura na hora de entender e aceitar a opinião dos coleguinhas. Nem todos pensam como você e nem todas as respostas serão como a sua.


COMO ESCOLHER  FOTOS E ORGANIZAR O CURRICULO?
Boa pergunta. Muita gente veio me perguntar como seria o curriculo de um comissário de bordo, e minha resposta é: não há um padrão. Simples assim! Faça como você preferir. Há varios modelos de curriculo disponíveis na internet, basta fazer uma busca rápida no google. O meu foi assim:


Eu o fim no formato de "uma página", porque quis manter apenas as informações mais importantes no começo e tornar mais rápida a visualização das informações. E coloquei uma foto, porque, nessa profissão a imagem é tudo - assim sempre relacionariam o nome à pessoa daquele curriculo. Para a "final interview", por exemplo, eu recomendo um curriculo mais detalhado pois a entrevistadora terá tempo pra discutir e perguntar sobre tudo que está lá. Claro que, se você quiser já levar um curriculo com 3 ou 4 páginas, fique a vontade... mas, francamente, eu não acho que para esta profissão alguém esteja interessado nos detalhes minuciosos da sua dissertação de mestrado. Constando que tem o mestrado e no que é, tá certo. O resto eles perguntam. Um curriculo básico deve conter:

-Dados pessoais
-Objetivo/ função pretendida
-Formação escolar
-Conhecimentos adicionais - línguas, informática, cursos que tenha feito
-Experiência profissional
- Descrição básica sobre você/ apresentação pessoal no começo ou final do curriculo. Ou pode ser feito numa carta de apresentação entregue junto ao curriculo.

****Não esqueça de colocar seu número de referência no curriculo. Ele aparecerá assim que você terminar de fazer seu registro online no site da Emirates. Leia os outros posts sobre Open Day pra saber como e onde preencher isso e obter esse número ******

Sobre as fotos, daí é ainda mais pessoal. Mas, mais uma vez, use o bom senso. Aqui no Blog está cheio de exemplos de fotos para curriculo e fotos casuais.  CLIQUE AQUI para consultar sobre isso em um outro post do blog. Ou visite o site do FOTO SANJER pra ver mais exemplos de fotos no padrão pedido (minha foto está lá também he he he).


O QUE (EU ACHO QUE) UM COMISSÁRIO PRECISA TER OU FAZER?
Pra começar, só deixar claro mais uma vez que isso é o que EU ACHO. Não tem isso escrito em nenhum lugar e não é porque eu estou escrevendo que é assim. Isso é só uma opinião de quem já está aqui e viu muita gente passar, ou não, nesse processo seletivo. E, no mais, se eu soubesse a formula mágica pra entrar nessa empresa, eu venderia informações... não escreveria de graça em um blog (mentira, eu sou legal - escreveria sim!).

Tá, primeiro de tudo e por mais estranho que pareça, eu acho que as pessoas tem que ser meio "silly" pra se dar bem e ser selecionado pra esse trabalho. Veja bem, a tradução pra silly é bobo ou palerma; mas em inglês ela quer dizer mais e é justamente esse "mais" que não dá pra traduzir muito bem. É uma mistura de despretensioso com animado. Eu acho que ninguém precisa ser um PHD em relações sociais pra conseguir servir uma bandeja pra uma pessoa dentro de um avião. Não precisa ser perito em segurança pra verificar se os cintos estão afivelados e mudar uma alavanca de lugar. Tampouco precisa ter doutorado em medicina aeroespacial pra oferecer os primeiros socorros e muitas vezes salvar a vida de pessoas. Pra essas coisas, você receberá um treinamento e será qualificado pra fazer conforme as expectativas da empresa e as necessidades do mercado. E daí, eu espero que você faça isso bem e seja curioso pra aprender sempre mais e fazer melhor.

O que "vai além" é a capacidade de engolir os sapos do dia-a-dia e rir diante da adversidade. Exemplo: quando uma pessoa chega dentro do avião de cara amarrada você não vai tirar sua tese de comportamento do consumidor do bolso e ler o que deve ser feito pra recuperar um cliente insatisfeito. Você vai lá na pessoa e vai ser o "animador da corte" por um momento; o psicologo que vai ouvir a pessoa reclamar por uns momentos e, se você conseguir ser forte ou "bobo" o suficiente pra não levar nada do que é dito como ofensivo ou pessoal, você terá animado o dia de um cliente ser humano. Ou seja, nesse e em muitos outros momentos o seu diploma vale menos do que sua habilidade de não absorver essas coisas. E quem é animado, engraçado e extrovertido passa por essas situações com mais facilidade. E os recrutadores sabem disso.

Eles não buscam respostas filosóficas. Se durante o processo seletivo te pedem pra inventar uma nova função para uma régua, você pode dizer que é algo para coçar as costas, ou que é um mata baratas para os cantos do sofá... não precisa dizer que é agora a régua é um objeto que você usará pra medir seu grau de evolução intelectual no futuro. O simples é sempre bem vindo, neste caso. Você precisa ser rápido, dinâmico, criativo, educado e efetivo nesta profissão. Coisas complicadas são chatas, e eles querem pessoas divertidas e competentes ao mesmo tempo.

 Se te perguntarem porque você gosta de banana, diga o que é simples e verdadeiro: "gosto porque é gostoso". Nada de "ai, gosto da banana porque na  Grécia antiga"... Isso é ser chato, não ser divertido. Muitas e muitas vezes no trabalho você precisa ajoelhar e pedir desculpas pra alguém porque não tinha a opção de comida que ela queria. Sério? A pessoa pode comer a outra opção (salvos casos de restrições alimentares) mas ela está criando drama por causa disso. Então, se você for "silly", você vai lá, pede desculpas, mesmo que por dentro você esteja mandando a pessoa para além da lua, e acabou! E ainda consegue fazer uma graça e reverter essa situação apenas com gentileza e alegria. E os recrutadores também sabem disso. Ou, se bobear, será insultado por alguém e nem se dará conta disso. Já, se você for alguém sério e arrogante, vai virar e falar: "Esculta meu filho, sabe com quem você está falando? Tenho dois mestrados e tô aqui te servindo, então abaixa a bola, seu analfa"; e sabemos que não é bem por aí que a coisa deve ser.

Se você for uma pessoa que demonstrar ser muito inteligente e capacitado, a impressão que dá é que você não vai aceitar se "submeter" ou se "sujeitar" a uma situação dessas. O mundo é dos bobos. Os bobos são os que prosperam, porque eles são ajudados. Ninguém ajuda os inteligentes - as pessoas acreditam que eles vão chegar lá por mérito ou por desempenho. E eles chegam, depois de passar por mais dificuldades. Em resumo, vista uma pele de cordeiro saltitante e pimpão para este processo seletivo. Mas, seja um cordeiro elegante que anda de salto alto e berra em 5 diferentes línguas.

No mais, procure não mentir muito. As pessoas que mentem sobre suas capacidades ou seu jeito de ser acabam se frustrando facilmente com essa profissão. Tudo é bem diferente do que parece quando ouvimos somente as maravilhas e o glamour de ser comissário de bordo. A realidade é bem diferente; mas ainda assim, encantadora. Quando eles selecionam as pessoas pra esse trabalho eles meio que já observam quem aguenta o tranco e quem não; e se você for um dos que não aguenta o tranco mas mentiu e foi selecionado acabará tendo dois trabalhos: fazer uma mala pra ir e outra pra voltar.



Boa sorte!
E, por favor, não me pergunte mais do que eu já falei aqui. Agora, realmente, tudo o que eu sei está nesse blog - neste post e nos demais sobre processo seletivo. Se alguém mais vier me perguntar sobre tatuagens ou idade pra ser comissário de bordo, eu faço um vudu da pessoa e jogo na turbina do avião!



8 comentários:

  1. Robertoooo vc voltouuuu! pena que de tabto encherem vc voltou pra falar algo que quem tem preguiça de ler já deveria saber que esta no seu blog contado em mil different ways pelos open days Ads e FI da vida.....Gostaria mesmo é dos seus posts divertidissimos da sua vida agora que esta por aí vivendo o seu sonho. Nos atualize! um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi chuchu,

      Pois é... de tempos em tempos eu volto aqui pra ver como estão as coisas.
      Eu gosto muito de escrever, sabe; mas ultimamente eu tô sem tempo por conta de uma outra graduação à distância que eu tô fazendo. E, quando sobra tempo, me falta coragem!

      Morro de preguiça de entrar aqui e ver um povo X me perguntando sobre tatuagem. Do fundo do meu coração, pra essas pessoas eu torço contra - porque não tem nada pior que voar com gente poia! hahahahah

      Uma hora bate coragem e eu volto a escrever aqui.
      Obrigado por acompanhar o blog!
      Beijão...

      PS: Se quiser, me segue no facebook - não costumo adicionar a quem não conheço pessoalmente, mas, as fotos de viagens são geralmente públicas!

      Excluir
  2. Olá Roberto tudo bem ? Comecei acompanhar o seu maravilindo blog, e estou exclusivamente apaixonada pelos seu post's! Parabéns pelos textos e pelas dicas que vem ajudando todos e principalmente a mim. Fico feliz de saber que conquistou tudo o que queria, pois isso me motiva cada vez mais. Tenho uma pergunta: Como conseguiu a fluência da língua inglesa? Estudou só aqui no Brasil? Fez algum tipo de intercâmbio ? Quantos anos estudou o inglês para ficar fluente ? Ficarei grata pela resposta. Um grande beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Harumi (adorei seu nome!)...

      Então, não demora anos pra pegar fluência não. Demora se você for preguiçoso e achar que fazer "wizard" duas vezes por semana e estudar somente na sala de aula vai operar um milagre na sua vida; que já deu pra ver que não é seu caso.

      Eu acho que o que mais falta pros brasileiros é vocabulário! Primeiro, se dedique em aprender o nome das coisas - tudo o que puder. Existe uma coisa chamada "dicionário visual", é excelente pra aprender nomes das coisas... e memorizar facilmente.

      Outra coisa que eu fazia era assistir filmes e séries com a legenda em inglês, lendo e acompanhando o que eles falavam. Isso me ajudava muito a aprender a pronúncia correta das palavras e eu pausava e anotava todas as que não conhecia, pra depois traduzir e vir a conhecer.

      E depois, quando tiver prática já, tem um site que chama busuu.com que te dá a possibilidade de conversar com nativos da língua que estejam aprendendo a sua língua - de graça. Daí, dá pra fazer um bom intercâmbio de informações e aprendizado.

      Boa sorte nos estudos!

      Excluir
  3. Porque parou de escrever? PORQUE? :(

    AMO, AMO, AMO o seu blog! Adoro seus textos ENORMES. VOLTA, por favor! Conta as novidades, acho que não sou a única que quer isso, pode ter certeza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marilyn,

      As vezes me dá preguiça e as vezes me falta tempo...
      Daí, quando sobra tempo... dá preguiça! = D

      Excluir
  4. Roberto, descobri teu blog hoje pesquisando sobre a Emirates. Estou gostando muito! Vocês não escreve mais? Tem Instagram?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora!
      Brigadão e que bom que você tá gostando do blog. Eu não tenho instagram e não costumo adicionar desconhecidos no face, mas, se quiser me seguir por lá... as fotos de viagem são sempre pública!

      Bjoooo

      Excluir

Gostou do Blog? Então comente! Diga o que quer saber, o que quer ver para eu colocar aqui no blog.